Projeto Jogos de Educação Financeira chega em escolas do Pará

A proposta com os jogos educativos Piquenique e Bons Negócios segue avançando atuação em escolas de várias regiões do Brasil, e no último dia 12 de agosto, o treinamento com os jogos de educação financeira foi realizado para educadores do Estado do Pará!

As atividades na região chegaram com suas primeiras formações para os educadores de Quatipuru, Tracuateua e Primavera, que já conhecem as atividades do Instituto Brasil Solidário, e seguem fomentando as oficinas promovidas em suas escolas em várias áreas de conhecimento. As ações voltadas para educação financeira, foram recebidas com entusiasmo pelos educadores e já estão sendo planejadas como uma ferramenta pedagógica que pode ser utilizada junto a várias disciplinas.

Segundo a educadora Miriam Rosário dos Santos, que está como Diretora da Escola Padre Leandro, em Quatipuru/PA, além da dinâmica do projeto que traz uma metodologia leve e de fácil aplicação em sala de aula, outro fator motivador para a inserção dos jogos no currículo escolar, está na estratégia pedagógica que foi alinhada as diretrizes da nova Base Nacional Comum Curricular – BNCC.

“A formação com os jogos de educação Financeira foi um momento importantíssimo para nós que somos educadores, a proposta nos faz refletir sobre o consumo diário, sobre as nossas práticas em relação ao meio ambiente, além de todas as orientações sobre como utilizar esses jogos com nossos alunos, não levando pra escola apenas como um jogo qualquer, mas sim, entendendo que faz parte de um planejamento, de uma dinâmica pedagógica, principalmente, por ter estratégias alinhadas as habilidades da BNCC, algo que tem sido de extrema importância no planejamento das atividades com os educadores, então só veio agregar o trabalho que estamos realizando nas escolas do município de Quatipuru”, ressaltou Miriam.

Para a educadora Cleide Oliveira, que atua na Secretaria de Educação de Tracuateua, coordenando as bibliotecas escolares, o material com os jogos abre oportunidades de aprendizado para além da matemática.

“Os jogos trazem uma metodologia que nos auxilia a reeducar os nossos alunos podendo utilizar essa ferramenta pedagógica também para estimulá-los a leitura, não só a cálculos matemáticos, mas também fazer com que eles procurem raciocinar, procurem ler mais, e essa é uma dinâmica que vai ajudar em todo o processo de avaliação deles, essa formação só vem acrescentar ao nosso município e ao desenvolvimento da aprendizagem de nossos alunos, então somos gratos ao Instituto por nos oferecer essa formação”, disse a educadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *