Educadores da ASA Transforma, em SP, relatam boas práticas e evolução de aprendizagem dos alunos a partir dos jogos de Educação Financeira

Um novo olhar sobre as formas de economizar, a compreensão sobre as proporções, os valores e quantidades, que se aplicam na prática do dia a dia, foram alguns dos pontos ressaltados pelos educadores da ASA Transforma, em São Paulo, no avanço da aprendizagem dos alunos a cada nova rodada com os jogos de Educação Financeira.

O material com os jogos Piquenique e Bons Negócios, foi doado aos CCAs da ASA, e se tornou uma atividade frequente com as crianças e adolescentes atendidos pela organização. Segundo a educadora Sheila Souza, do CCA Asa Gaetano e Carmela, a proposta conseguiu agregar temas para além da educação financeira.

“Nós conseguimos identificar algumas práticas sustentáveis, que está diretamente ligada com o nosso atual projeto, como reciclagem do lixo, economia de recursos naturais e alimentação saudável. É um jogo que possibilita ao educador a explorar diversas competências e habilidades de aprendizagem e a potencializar a autonomia das crianças a partir do senso crítico”, enfatizou a educadora.

Promovendo as atividades com turmas de 06 a 08 anos, ela relata que no início das atividades, era perceptível a dificuldade das crianças em compreenderem conceitos básicos, como proporções e valores, devido à dificuldade no processo de alfabetização. “Com a prática do jogo, eles passaram a compreender mais o conteúdo de cada carta e escolher diferentes estratégias de como jogar. Sentiram-se mais motivados e desafiados a atingirem o objetivo do jogo: economizar mais”, disse.

O estudante Victor Henrique Costa, que já está participando das rodadas com o jogo Bons Negócios, disse ter logo percebido como é fácil poupar desde pequenas quantidades, em escolhas que já fazem parte de sua rotina.  “O Bons Negócios é um jogo que ensina a gente a economizar e investir, por exemplo, se a gente vai no shopping e tem um sanduíche de R$ 15,90 e outro R$ 14,00, a gente pode comprar mais barato e o resto do dinheiro usar para investir em outra coisa, isso que o jogo ensina, e é muito legal essa forma como ele ensina, porque é uma forma que a gente aprende rápido, fácil e é divertido”, ressalta.

Durante o isolamento social, como medida importante de combate à COVID-19, foram paralisadas as atividades presenciais, mas os educadores da ASA tem estabelecido contato com as famílias via WhatsApp, onde as equipes têm criado vídeos com propostas de atividades e enviado às crianças e adolescentes, que depois mandam materiais de retorno, com fotos, áudios e vídeos mostrando sua rotina de atividades em casa.

Segundo a coordenação pedagógica da ASA, foi feita uma pesquisa com as famílias para analisar o impacto do distanciamento social e da pandemia, para que fosse elencada prioridades à campanha e ao acompanhamento das famílias. Brincadeiras, jogos, sugestões de atividades manuais foram coisas bastante citadas como temas a serem enviados, e tem sido um norte de atividades elaboradas pelas equipes da organização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *