Município de Cascavel/CE mobiliza grupos de monitores para as ações com os jogos de educação financeira nas escolas

O início do ano letivo em Cascavel começou com várias novidades e muitas oportunidades para fortalecer o trabalho com os jogos de educação financeira no município!

Após um levantamento de todas as atividades com os jogos Piquenique e Bons Negócios, a equipe da Secretaria de Educação, Cultura, Desporto e Juventude de Cascavel, reforçou a proposta de engajamento e continuidade do trabalho fomentado em sala de aula, adotando uma metodologia de mobilização com participação dos alunos de ensino médio na formação de monitores nas escolas municipais.

De acordo com o Coordenador do Núcleo de Ciências Naturais da Secretaria de Educação, Anilton Nogueira, a partir desse ano, alunos das cinco escolas da rede estadual de Cascavel vão atuar como monitores, possibilitando uma parceria de apoio nas atividades com os jogos educativos na rede municipal de ensino da região.

“Os alunos da rede estadual irão trabalhar em parceria para formação dos monitores nas escolas. Uma vez por mês, os mediadores das escolas de ensino médio irão até as escolas por eles escolhidas e, junto com os alunos da rede municipal, vão participar das oficinas, das rodas de conversas, dos debates e das vivências dos jogos”, ressalta Anilton.

Com essa proposta, cada escola participante contará com dois alunos que serão os multiplicadores e, junto com o orientador nas escolas, formarão a nova rede de multiplicadores do município de Cascavel, uma metodologia que irá possibilitar pelo menos 129 participantes entre alunos e professores, além dos 163 estudantes que já atuam como monitores após formação realizada pelo Instituto Brasil Solidário nas escolas de ensino médio. A meta é alcançar os quase 10 mil alunos que compõem o ensino fundamental Anos iniciais e Anos finais do município.

Segundo o aluno Mateus de Lima Silva, egresso do 9º ano da EEF do Choró Vaquejador, “os jogos de educação financeira vêm sendo muito importantes para o aprendizado das crianças do nosso município, faz com que a gente pense antes de fazer qualquer compra ou negócio. Comecei a pensar mais sobre as minhas decisões e no meu investimento a longo prazo, incluindo o interesse em aprimorar mais sobre isso, fiz cursos relacionados a educação financeira, que me ajudaram a pensar melhor, socializar melhor com as pessoas, conhecer novos pensamentos para o mercado de trabalho, sem contar na evolução na matemática. Tive experiências em participações de eventos importantes, conhecer novas pessoas que são especialistas no assunto, trocar ideias, opiniões e me qualificar”, explica.

Para 2020, a Secretaria da Educação, por meio do Núcleo de Ciências Naturais e com apoio do IBS, já prevê um momento importante de envolvimento das escolas, realizando o II Campeonato dos Jogos de Educação Financeira com o objetivo de socializar entre as escolas participantes, alunos, professores e monitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *